Flavio Tavares/Hoje em Dia
Flavio Tavares/Hoje em Dia

Jogadores do Corinthians culpam arbitragem por eliminação para o Cruzeiro

Atletas reclamaram da marcação de um pênalti e admitiram falhas na marcação

O Estado de S.Paulo

20 Outubro 2016 | 00h08

Após a derrota por 4 a 2 para o Cruzeiro nesta quarta-feira, resultado que classificou o time mineiro diante do Corinthians na Copa do Brasil, os jogadores corintianos deixaram o gramado do Mineirão revoltados com a atuação da arbitragem. O meia Rodriguinho foi um dos mais exaltados.

 

"Estou de cabeça quente e vou me segurar um pouco, mas o Sobis fez uma falta no fim do jogo, matou o contra-ataque e ele não deu cartão. A falta que originou o último gol não foi nada, o pênalti eu não sei, mas a arbitragem é completamente confusa. Não posso falar o que acho, prefiro esfriar a cabeça e depois eu falo", disse o jogador, em entrevista para as emissoras de TV.

O lateral-direito Fagner também saiu de campo irritado. "Sinceramente, prefiro não falar o que aconteceu, pois isso pode me prejudicar", limitou-se a dizer. Dentre outros motivos, os atletas  corintianos reclamaram do tempo de acréscimo dado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio e da marcação de pênalti de Pedro Henrique em Arrascaeta.

No pouco em que se falou do jogo, Rodriguinho admitiu que o time deveria ter maior atenção com a parte defensiva. "A gente falhou um pouco na defesa. Deixamos espaço para o adversário e não fazemos isso normalmente. Foi um jogo difícil e o Cruzeiro está de parabéns", disse, mais calmo.

 

Com o resultado, o Cruzeiro enfrenta o Grêmio na semifinal da Copa do Brasil, em confrontos que serão realizados já na semana que vem. Quanto ao Corinthians, o time disputará apenas o Campeonato Brasileiro.

Mais conteúdo sobre:
Corinthians Cruzeiro Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.