Jogadores do Corinthians dividem a culpa

Cansados de enfrentar em silêncio a pressão que o time sofre depois de cada resultado negativo, os jogadores do Corinthians decidiram dividir com a diretoria a responsabilidade pela má campanha no Campeonato Brasileiro.Os líderes do grupo saíram em defesa do técnico Geninho, que se viu obrigado a trabalhar com um elenco de garotos em meio à competição. O capitão Fabinho surpreendeu pela coragem de seu discurso: "Time que quer chegar ao título não pode se desfazer de cinco titulares. O nosso desempenho deve-se exclusivamente à reestruturação durante o campeonato. A equipe que vinha jogando ganhou três títulos nos últimos meses (Rio-São Paulo, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil), mas o time perdeu cinco jogadores de uma hora para outra. Sem peças de reposição fica difícil para o Geninho trabalhar".Durante o Campeonato Brasileiro, o Corinthians perdeu cinco titulares: Fábio Luciano (Fenerbach), Kléber (Hamburgo), Liedson (Sporting), Jorge Wagner e Leandro (Lokomotiv). Além deles, Lucas voltou ao Rennes, da França.Fabinho também defendeu os jogadores mais jovens, que estão sendo lançados sem o devido preparo. "Eles estão fazendo o possível, não é culpa deles se os resultados não estão vindo".O capitão aproveitou ainda para cutucar o ataque, que não tem feito gols. Em 32 jogos, o Corinthians marcou 47 vezes. A defesa, apesar dos resultados negativos, está entre as menos vazadas, com 36 (perde somente para o São Caetano, que sofreu 25). "Do que adianta a gente segurar lá atrás se o pessoal da frente não faz os gols?"André Luiz também não poupou a diretoria. "É a primeira vez que vejo tantos jogadores importantes saírem durante uma competição. Isso é inadmissível", lamentou.Vampeta - O Corinthians deverá ter problemas para renovar o contrato com o volante. O clube propôs uma redução salarial de R$ 120 mil para R$ 80 mil. Além disso, quer dividir o pagamento da dívida de R$ 510 mil em 24 vezes, enquanto o jogador quer receber R$ 300 mil na mão e 10 prestações de R$ 30 mil - totalizando R$ 600 mil.Vampeta já está em São Paulo mas ainda não se reapresentou ao clube.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.