Paulo Pinto/AE - 17/11/2010
Paulo Pinto/AE - 17/11/2010

Jogadores do Corinthians já lamentam a saída de Ronaldo Fenômeno

Atletas se mostram surpresos com a notícia; anúncio oficial será nesta segunda-feira

AE, Agência Estado

13 de fevereiro de 2011 | 21h33

SÃO PAULO - Espelho para o elenco corintiano, e argumento da diretoria corintiana na busca de reforços que sonhavam em um dia atuar ao lado do maior artilheiro da história das Copas, Ronaldo anunciará oficialmente na segunda-feira que está se aposentando do futebol. Avisados pelos jornalistas presentes à saída do gramado do estádio Jaime Cintra, onde o Corinthians empatou sem gols com o Paulista, os jogadores corintianos se mostraram surpresos com a noticia.

Depois, já nos vestiários, falaram sobre a falta que Ronaldo fará no clube. "Ficamos tristes com isso (a notícia da aposentadoria). Ele e Roberto Carlos são grandes jogadores e com certeza vão fazer muita falta para o time. Mas não podemos deixar que isso atrapalhe o trabalho. Temos de trabalhar para que os resultados apareçam", disse o atacante Willian, contratado junto ao Figueirense no início do ano para atuar quando o craque não pudesse entrar em campo.

Atuando ao lado de Ronaldo desde a chegada do maior artilheiro da histórias da Copas, Jorge Henrique sabe que o craque fará falta. "Será um estrago grande. O ambiente já perdeu um pouco da alegria com a saída do Roberto Carlos. Os dois são grandes jogadores. Mas espero que o Ronaldo continue no clube", disse o jogador, ainda acreditando que seu companheiro possa mudar de ideia.

Deficiência ofensiva. Sem Ronaldo, que não atua desde a eliminação da Copa Libertadores, frente ao Tolima, na Colômbia, o Corinthians teve problemas em balançar as redes neste domingo em Jundiaí. Jorge Henrique trocou o número da camisa 7 pelo 23 "para dar sorte", mas não adiantou.

O placar no Jaime Cintra poderia ter sido outro se Willian tivesse aproveitado a excelente chance que teve, já aos 49 minutos do segundo tempo. O chute a queima-roupa do atacante, porém, parou no goleiro. "O Cristiano foi feliz naquela bola. O chute foi em cima dele, por isso ele fez aquela defesa", afirmou o atacante. "O Tite está reestruturando a equipe e é só trabalhar para que as coisas aconteçam novamente. O grupo está focado no Campeonato e vamos continuar buscando as vitórias", concluiu.

Veja também:

linkRonaldo encerra a carreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.