Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Jogadores do Corinthians lamentam perda do título, mas destacam luta

Postura da equipe foi enaltecida pelos corintianos, apesar da derrota para o Cruzeiro

Daniel Batista e João Prata, O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2018 | 00h34

A frustração pela perda do título da Copa do Brasil foi grande para os jogadores do Corinthians nesta quarta-feira. Eles consideram que, apesar da derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro, em São Paulo, o time se comportou de uma maneira diferente das últimas partidas. Tentou o gol, brigou bastante, mas acabou superado pelo melhor futebol do adversário.

"Hoje, o Corinthians foi um time chato, como não vinha sendo. Tivemos a bola", analisou o lateral-direito Fagner, lembrando que a equipe alvinegra, de fato, marcou, pressionou, mas não conseguiu finalizar com a qualidade necessária. Fábio teve pouco trabalho nesta noite.

A tristeza pela perda do título era grande, ainda mais pela final ter acontecido em casa, mas os corintianos pareciam menos decepcionados justamente pela dedicação da equipe. O meia-atacante Pedrinho, que entrou no decorrer do segundo tempo e marcou um golaço que seria o segundo do Corinthians mas foi anulado pelo árbitro, mostrou uma maturidade que chama a atenção para um garoto de 20 anos.

"Infelizmente, não foi o resultado que a gente queria. O Jair (Ventura) fez a melhor opção na escalação do time e está tudo certo. Não tenho do que reclamar. Fica, claro, uma sensação de frustração, porque estávamos perto de levar a decisão para os pênaltis. Mas vale o aprendizado", disse o jogador.

Embora muitos corintianos tenham ficado irritados com a anulação de seu gol, Pedrinho, que sonhou em marcar o gol do título, procurou respeitar a decisão da arbitragem e evitou criar polêmica.

"Foi um gol que tenho trabalhado tanto para marcar e aconteceu em um dia especial, mas foi anulado e bola para frente. O VAR sempre ajuda o futebol. Infelizmente, atrapalhou o Corinthians, mas se foi a decisão certa, temos que aceitar. Tivemos um pênalti que foi marcado graças ao vídeo também", recordou.

 

 

Mais conteúdo sobre:
CorinthiansCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.