Alexandre Vidal / Flamengo
Alexandre Vidal / Flamengo

Jogadores do Flamengo comemoram título com pagode no Mané Garrincha

Grupo organiza roda de pagode ainda no gramado do estádio após a conquista da Supercopa

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2020 | 14h50

O clima foi de muita festa por parte dos jogadores do Flamengo após a conquista da Supercopa do Brasil. O time carioca venceu o Athletico-PR por 3 a 0, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, e levantou a primeira taça do ano. A comemoração contou até mesmo com instrumentos musicais e foi puxada pelo capitão Éverton Ribeiro, resgatando uma tradição do clube e que também era muito vista na seleção brasileira.

O lateral-esquerdo Filipe Luís ressaltou a importância de começar o ano com o título, ainda mais por se tratar de uma nova competição no país. "Começar o ano com essa conquista é muito importante. É um título novo aqui no Brasil, mas que lá fora tem muita importância. Mais um para minha carreira e para a vitrine do Flamengo", comemorou.

Filipe Luís, entretanto, criticou o horário escolhido para a final por conta do forte calor. Mesmo assim voltou a elogiar a consistência do Flamengo em campo.

"É desumano jogar 11h aqui em Brasília, não pensaram nos jogadores. Mas foi um jogo muito bom, completo da nossa parte, tanto na defesa quanto no ataque. Fizemos uma partida da forma que planejamos e é um título merecido", reclamou.

Depois de os jogadores tocarem pagode em pleno gramado, eles foram receber as medalhas e levantar o troféu. A festa continuou junto com a torcida em diversos pontos do estádio, com a taça passando na mão de cada atleta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.