Sergio Moraes/Reuters
Sergio Moraes/Reuters

Jogadores do Flamengo lamentam chances desperdiçadas e comemoram boa atuação

'Foi um bom jogo, o São Paulo tem grandes jogadores', resume o lateral-esquerdo Filipe Luís após empate em 0 a 0 no Maracanã

Redação, Estadão Conteúdo

28 de setembro de 2019 | 22h11

O empate sem gols contra o São Paulo neste sábado, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro, não era o resultado esperado pelo Flamengo. O tropeço em casa, porém, não foi lamentado pelos jogadores, que se mostraram satisfeitos com a atuação e já miram o duelo contra o Grêmio, nesta quarta-feira, pela primeira partida das semifinais da Copa Libertadores.

A torcida também entendeu o momento do clube, aplaudiu a equipe e cantou o hino após o apito final. Outra vez o Maracanã esteve lotado, com mais de 67 mil torcedores.

Com o empate, o Flamengo permanece na liderança com 49 pontos, quatro a mais do que o Palmeiras. A vantagem pode diminuir neste domingo, quando o time paulista encara o Internacional, em Porto Alegre. "Hoje (sábado) faltou quase nada. Nós tivemos uma série de chances de gols. Foi um bom jogo, o São Paulo tem grandes jogadores", resumiu o experiente lateral-esquerdo Felipe Luís, um dos poupados pelo técnico português Jorge Jesus no jogo. Ele só entrou no segundo tempo na vaga de Renê.

O lateral-esquerdo reclamou apenas do jogo ser parado a toda hora. "É triste a maca entrar quatro, cinco vezes em campo. Nós, jogadores, temos de mudar isso. O juiz não pode permitir tanta lentidão, mas é Campeonato Brasileiro, sabemos que é assim".

O volante Willian Arão lamentou o excesso de chances desperdiçadas pelo time. "O São Paulo é uma grande equipe, estava com treinador novo e mesmo assim tivemos mais oportunidades. Faltou caprichar mais na finalização. Eu mesmo tive chance, mas não fui feliz na conclusão", comentou.

O atacante Bruno Henrique também elogiou o adversário, principalmente na marcação. "Eles fizeram duas linhas lá atrás e souberam neutralizar a gente. Acontece. A gente sabia que uma hora ia encostar um adversário que ia marcar a gente", disse.

Nesta partida, Jorge Jesus poupou três atletas: os laterais Rafinha e Filipe Luís, além do meia Gerson. Rodinei, Renê e Piris da Motta entraram entre os titulares. Rodrigo Caio confessou que a equipe sentiu falta dos dois laterais titulares. "Tivemos um pouco de dificuldade na saída. Mas o time está bem, tivemos as melhores oportunidades e poderíamos ter vencido", afirmou o zagueiro.

O Flamengo faz o primeiro jogo da semifinal da Libertadores na quarta-feira diante do Grêmio. Pelo Brasileirão, volta a campo no domingo que vem contra a Chapecoense, em Chapecó (SC), às 11 horas. Para a partida, Gabriel não estará em campo. O atacante recebeu o terceiro cartão amarelo aos 30 minutos do segundo tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.