Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Jogadores do Guarani cobram da diretoria os salários atrasados

Atletas podem não entrar em campo na Série C do Brasileiro após receberem com cheques sem fundos e fazem pressão para receber

Estadão Conteúdo

12 de agosto de 2014 | 21h05

Longe da zona de classificação no Grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C, o Guarani tem mais problemas para enfrentar extra-campo. Neste início de semana, os jogadores divulgaram que os cheques recebidos como pagamento de salários estavam sem fundo. Por isso, nesta terça a comissão técnica se reuniu com os atletas para pedir que o foco na busca pelo acesso continue apesar dos problemas financeiros.

Ao invés do treino da tarde, o técnico Evaristo Piza e o capitão Fumagalli pediram que todo o elenco se encontrasse em uma sala de reunião, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas, para que cada um se comprometesse a ajudar o time no objetivo inicial apesar dos atrasos salariais.

O vice-presidente do Conselho Fiscal, Felipe Rosselli, confirmou que alguns jogadores e o técnico tiveram valores estornados da conta. O dirigente, porém, afirmou que os problemas serão resolvidos ainda nesta semana.

O Guarani está mais próximo da zona de rebaixamento do que da área de classificação no Grupo B da Série C. O time de Campinas é o oitavo colocado, com 11 pontos, três a mais que o São Caetano, primeiro na zona de degola. O quarto colocado e primeiro clube que estaria classificado atualmente é o Madureira, com 15.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGuaranisérie C

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.