Ricardo Duarte / S.C. Internacional
Ricardo Duarte / S.C. Internacional

Jogadores do Inter reclamam do gramado e mudam o foco para a Libertadores

Thiago Galhardo afirma que equipe não conseguiu praticar estilo de jogo, com passes rápidos

Redação, Estadão Conteúdo

01 de fevereiro de 2020 | 21h56

A qualidade do gramado do Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim, foi alvo de críticas dos jogadores do Internacional após o empate sem gols com o Ypiranga, neste sábado, pela quarta rodada do primeiro turno do Campeonato Gaúcho.

"É um campo muito aquém do que estamos acostumados. O jogo fica mais lento, prejudica nosso estilo que é trocar passes rápidos. Mas isso não é desculpa. Continuamos invictos e estamos classificados", disse o meia Thiago Galhardo.

Internacional e Ypiranga entraram em campo classificados graças à vitória do Pelotas sobre o Juventude horas antes. Os dois times estão com dez pontos e a equipe colorada leva vantagem nos critérios de desempate.

Tranquilo no Estadual, o Inter está totalmente focado no jogo de terça-feira, contra a Universidad de Chile, em Santiago, pela segunda fase preliminar da Copa Libertadores. A volta será em 11 de fevereiro, em Porto Alegre.

"Agora chegou a hora, agora começa para valer. Vamos com tudo. O pessoal ficou em Porto Alegre se preparando e vamos chegar no nível que o Coudet (técnico Eduardo Coudet) quer", afirmou Marcelo Lomba.

O goleiro, inclusive, foi o único titular que esteve em campo neste sábado. Os demais ficaram em Porto Alegre. Destaque para as estreias de Praxedes e Guilherme Pato no profissional depois de se destacarem na conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.