Alex Silva|Estadão
Alex Silva|Estadão

Palmeirenses lamentam falta de sorte e ausência de títulos no semestre

Melhora nas atuações, porém, dá esperança para os jogadores

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

24 de abril de 2016 | 19h15

Os jogadores do Palmeiras lamentaram a eliminação nas cobranças de pênalti que custaram a vaga na final do Campeonato Paulista. Para o atacante Barrios, que desperdiçou seu chute ao mandar nas mãos do goleiro Vanderlei, o time teve azar. "É questão de sorte. Não batemos bem as nossas cobranças, eles fizeram os gols, futebol é assim", afirmou o paraguaio. O Palmeiras treinou muitas cobranças ao longo da semana. Faltou pontaria e tranquilidade.

Para o atacante Alecsandro, o Palmeiras treinou cobranças bem, mas na hora de colocar em prática as coisas não saíram como imaginado. "Praticamos nos treinamentos na Academia, mas acabamos saindo da decisão. É complicado. Pelo menos lutando até o fim", explicou o atacante, que foi substituído no segundo tempo. Erraram as cobraças, além de Barrios, Rafael Marques e o goleiro Fernando Prass.

A maior bronca é em relação ao time ter chegado perto nas duas competições que dão título no semestre, Estadual e Libertadores, mas ficado pelo caminho na reta final. "Na Libertadores, precisávamos ganhar por três gols, fizemos isso, mas fomos eliminados pela combinação de resultados. Agora, reagimos no fim, empatamos, mas caímos nos pênaltis. De qualquer forma, nossa atuação dá esperança para o segundo semestre."

O jogador lembra que o Palmeiras tem um grupo de qualidade e espera que a torcida tenha mais alegrias neste ano. "A frustração é a pior possível, pois quem veste a camisa quer sempre lutar pelo título, quer brigar por vitórias. Por mais que saibamos que os objetivos não vieram, podem saber que vamos mais fortes para o segundo semestre."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.