Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Jogadores do Palmeiras lamentam postura do time no primeiro tempo

Apesar da eliminação, atletas ressaltam orgulho com sentimento de dever cumprido pela boa campanha da equipe na competição

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

22 de janeiro de 2015 | 23h01

O Palmeiras foi derrotado por 2 a 1 pelo Botafogo-SP, na Arena Barueri, e, apesar de toda expectativa da torcida, mais uma vez não conseguiu conquistar o inédito título da Copinha. Ao final da partida, os jogadores e o técnico Diogo Giacomini deixaram o estádio com sentimento de dever cumprido pela boa campanha da equipe na competição. Lamentaram, apenas a postura do time no primeiro tempo.

"Sentimos o jogo do Botafogo, que é uma equipe forte fisicamente. Falei no intervalo que precisávamos tocar mais rápido, isso aconteceu e tivemos uma postura totalmente diferente na etapa final. Infelizmente, levamos um contra-ataque cedo e isso dificultou bastante nossa reação", analisou o treinador palmeirense.

O atacante Gabriel Jesus, autor do gol do Palmeiras e principal jogador da equipe na Copinha, deixou o gramado chorando e pediu compreensão para a torcida. "Foi uma experiência nova e eu queria muito estar na final, domingo. O que posso dizer para a torcida é que não conseguimos, mas não faltou raça e determinação", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.