Cesar Greco/Divulgação
Cesar Greco/Divulgação

Jogadores do Palmeiras minimizam cansaço após derrota para o Botafogo

Palmeirenses lamentam segunda derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

29 de maio de 2014 | 07h55

SÃO PAULO - Os jogadores do Palmeiras admitiram o cansaço por causa da conflitante viagem que começou em Chapecó e terminou em Presidente Prudente, mas negaram que isso tenha sido o culpado pela derrota por 2 a 0 para o Botafogo.

"Tentamos nos superar. Temos que melhorar. O Palmeiras é grande e precisa trabalhar para reverter isso. Já são duas derrotas e temos que nos superar. Tívemos dificuldade por causa da logística, mas isso não pode ser desculpa", disse o atacante Henrique.

O artilheiro palmeirense alertou que a equipe sentiu maior dificuldade no segundo tempo. "Foi nítida a queda de rendimento no segundo tempo. Dominamos o jogo, mas sentimos a perna. Vamos agora descansar, porque será outra guerra no domingo", completou.

Já o técnico interino, Alberto Valentim, destacou a dedicação da equipe e disse que o resultado foi injusto. "Nosso time se entrega muito. O futebol brasileiro é assim: você joga quarta e domingo. Depois da logística e das viagens ruins que tivemos, os jogadores deram uma boa resposta. Merecíamos ter saído na frente. Começamos melhor, mas futebol é assim", lamentou.

O Palmeiras jogou contra a Chapecoense no domingo e após a derrota por 2 a 0, deveria ter deixado Chapecó na segunda-feira de manhã, mas por conta de condições climáticas ruins, o time só conseguiu sair da cidade na terça-feira à tarde. Chegou no Aeroporto de Viracopos e em seguida já viajou direto para Presidente Prudente, encarando cerca de sete horas de viagem. Pela falta de tempo para descansar e treinar, o clube tentou adiar a partida desta quarta-feira, mas não teve êxito.

A equipe alviverde volta a campo neste domingo para enfrentar o Grêmio, domingo, em Caxias do Sul. Para essa partida, o volante Wesley está suspenso pela expulsão contra o Botafogo.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasBotafogoFutebolBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.