Felipe Rau/ Estadão
Felipe Rau/ Estadão

Palmeirenses pedem apoio e paciência ao torcedor após empate

'Não é falta de vontade, falta tempo para treinamento', disse Edu Dracena depois do jogo contra o Atlético-MG

Gonçalo Júnior, O Estado de S.Paulo

04 de junho de 2017 | 20h02

O zagueiro Edu Dracena pede paciência após o empate por 0 a 0 com o Atlético-MG, neste domingo, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Com o resultado, o Palmeiras somou apenas o seu quarto ponto em quatro rodadas no Campeonato Brasileiro. Antes disso, a equipe havia sido derrotada por Chapecoense e São Paulo, ambos fora de casa.

"O time vem em uma evolução. Nós conseguimos anular as jogadas deles e acho que demos um passo adiante. Não é falta de vontade, falta tempo para treinamento. Vamos trabalhar para que a gente consiga os pontos. Com o tempo e com um pouco de paciência, vamos retomar as vitórias", afirmou o zagueiro após o empate deste domingo.

O zagueiro afirma a equipe ainda está se readaptando à chegada dos reforços e ao comando do técnico Cuca. "Algumas peças chegaram agora e o treinador mudou. Sabemos que enfrentamos um dos candidatos ao título. O Atlético vai tirar pontos de muita gente fora de casa, da mesma forma que o Palmeiras", afirmou.

No final da partida, os jogadores do Palmeiras foram vaiadas por boa parte dos 34 mil torcedores no estádio Allianz Parque. "Não vou dizer que são justas ou injustas (as vaias). Acho que eles (torcedores) têm que ver que a gente está tentando. A gente entra em campo querendo dar o melhor, mas infelizmente a bola não entrou. A gente pede que apoiem a gente", disse o volante Thiago Santos, escalado no lugar de Felipe Melo.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasfutebolPalmeirasEdu Dracena

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.