Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Jogadores do Palmeiras saem em defesa de Oswaldo de Oliveira

Atletas admitem culpa por má fase da equipe

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

30 de maio de 2015 | 07h00

Se depender das declarações dos jogadores do Palmeiras, o técnico Oswaldo de Oliveira terá vida longa no clube. Os atletas negam que ele seja o responsável pela má fase da equipe e defendem o chefe com unhas e dentes, dando uma amostra de que realmente conseguiu conquistar o elenco, algo que tem o tem ajudado a minimizar a pressão em cima de seu trabalho.

A diretoria já percebeu que os jogadores estão "fechados com Oswaldo". A forma com que se relaciona com os atletas fez com que ele ganhasse a confiança dos comandados. Além disso, muitos chegaram ao clube graças a indicação dele, como Rafael Marques, Lucas, Gabriel, Arouca e Fellype Gabriel. 

O goleiro Fernando Prass, um dos líderes do elenco, e que se manteve como titular mesmo com a chegada de Aranha, outro indicado pelo treinador, disse que a culpa pela situação delicada da equipe não é de Oswaldo de Oliveira. 

"O treinador é o comandante, escolhe os jogadores, dá as condições e treina. Mas isso é até a página 2. Depois somos nós que precisamos dar a resposta. Não dá para ver uma culpa maior no treinador do que nos jogadores. A culpa não é do Oswaldo, muito longe disso", analisou o goleiro. 

O zagueiro Jackson, que deve ser titular no clássico com o Corinthians, domingo, no Itaquerão, é outro que também se manifestou publicamente defendendo o comandante. "Ele tem a confiança de todo o grupo e confia em nós. Temos de entrar bem, fazer o que ele pede e os resultados vão aparecer novamente. Precisamos jogar por ele, por nós e pelos funcionários do clube", afirmou o defensor. 

Já o meia Cleiton Xavier aposta que a experiência do treinador possa fazer a diferença no momento de dificuldades. "O Oswaldo é um técnico experiente e sabe como passar por esses momentos", apostou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.