Terje Pedersen/AP
Terje Pedersen/AP

Jogadores do Panamá são furtados em hotel na Noruega após amistoso

Seleção panamenha é alvo de furtos após derrota contra Noruega e corte de meia

Estadão Conteúdo

06 Junho 2018 | 20h14

A quarta-feira não foi mesmo das melhores para a seleção panamenha de futebol. Não bastasse a derrota para a Noruega em amistoso de preparação para a Copa do Mundo e o corte do meia Quintero, a delegação do país ainda foi furtada em Oslo, onde perdeu o confronto para os donos da casa por 1 a 0.

+ Receita do futebol supera R$ 100 bi e esporte já é maior que PIB de 95 países

+ Infantino diz que jogos na Copa poderão ser suspensos em caso de racismo

Em nota, a Federação Panamenha de Futebol (Fepafut) anunciou o crime que aconteceu dentro do hotel onde estava concentrada a seleção. Sem maiores detalhes, a entidade informou que "jogadores do Panamá, que estavam em três quartos, foram vítimas de furto no hotel da concentração em Oslo".

Ainda segundo a própria Fepafut, a polícia norueguesa já havia sido alertada do ocorrido e chegado ao hotel para iniciar a investigação.

Foi justamente neste amistoso diante da Noruega que o meia Alberto Quintero sofreu uma fratura no segundo metatarso do pé direito. Momentos após o confronto, o jogador do Universitario, do Peru, foi examinado pelo departamento médico e vetado para a Copa do Mundo.

 

O corte foi anunciado pela Fepafut, que, momentos depois, anunciou o substituto de Quintero. Trata-se do meia Ricardo 'Pepe' Ávila, que atua no Gent, da Bélgica. O jogador inclusive já está com a seleção em Oslo, uma vez que viajou como um dos suplentes.

O time panamenho está no Grupo G da Copa do Mundo, apenas a primeira de sua história, ao lado de Bélgica, Tunísia e Inglaterra. A estreia será diante dos belgas, cabeças de chave do grupo, no dia 18 de junho, em Sochi.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.