Ernesto Benavides/AFP
Ernesto Benavides/AFP

Jogadores do Peru minimizam ausência de Guerrero: 'Não dependemos de um só'

Suspenso preventivamente pela Fifa por 30 dias, atacante enfrentará a Nova Zelândia nesta sexta-feira

Estadão Conteúdo

09 Novembro 2017 | 18h02

Os jogadores da seleção do Peru tentaram manter a confiança na classificação para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, mesmo após perder o seu capitão e artilheiro. Pego no doping na última semana, o centroavante Paolo Guerrero foi suspenso preventivamente pela Fifa por 30 dias e não enfrentará a Nova Zelândia nesta sexta-feira, em Wellington, no jogo de ida da repescagem.

+ Torcedores lotam aeroporto para apoiar Guerrero

O atacante do Flamengo foi o principal responsável por garantir o time peruano em quinto lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas ao marcar seis gols durante a competição. No entanto, testou positivo no antidoping após o jogo contra a Argentina, em Buenos Aires, pela 17.ª e penúltima rodada.

"Não dependemos de um só jogador", afirmou o zagueiro Alberto Rodríguez, que herdou a vaga de capitão. Para justificar a declaração, ele lembrou da vitória sobre a Bolívia por 2 a 1, quando Guerrero ficou de fora.

O atacante Farfán também demonstrou confiança na classificação e espera acabar com o jejum de 35 anos sem participar de um Mundial. A última Copa que o Peru disputou foi na Espanha, em 1982. "Não somos favoritos. Só esperamos dar o melhor e conseguir um resultado positivo".

CASO GUERRERO - Os advogados de Guerrero apresentaram na última quarta-feira uma medida cautelar ao Comitê Disciplinar da Fifa para tentar que o jogador entre em campo no jogo de volta, marcado para a próxima quarta-feira, em Lima, no Peru.

O centroavante tem se mantido recluso desde que foi flagrado no doping, mas nesta quinta-feira utilizou as redes sociais para falar sobre o assunto. Em curta postagem na sua página do Facebook, o atacante do Flamengo se mostrou confiante na absolvição e agradeceu o apoio que vem recebendo. "Muito obrigado a todos pelo seu apoio! Confio que a verdade logo aparecerá e voltarei aos gramados para defender com alma e coração as cores do meu país", escreveu o jogador.

Guerrero foi flagrado em exame antidoping pelo uso de benzoilecgonina. Sua contraprova deve ser aberta ainda nesta quinta-feira e em caso de confirmação da infração, o atacante pode pegar até quatro anos de suspensão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.