Natacha Pisarenko/AP
Natacha Pisarenko/AP

Jogadores do Peru querem retribuir apoio dos fãs com vitória sobre a Austrália

Já eliminado, peruanos enfrentam australianos nesta terça-feira, pelo Grupo C

Estadão Conteúdo

24 Junho 2018 | 18h26

Sem chances de classificação às oitavas de final da Copa do Mundo, o Peru enfrenta a Austrália nesta terça-feira, às 11 horas (de Brasília), em Sochi, no fechamento do Grupo C. A maior motivação dos peruanos em busca da vitória é retribuir o apoio dos torcedores na Rússia. "No próximo jogo contra a Austrália, queremos dar uma vitória aos torcedores do Peru que confiam muito em nós", disse o zagueiro Anderson Santamaria à Fifa TV, neste domingo.

+ Farfán sofre traumatismo cranioencefálico em choque no treino do Peru

+ Guerrero lamenta eliminação peruana, mas elogia o time: 'Jogamos bem o futebol'

O defensor entrou no segundo tempo da derrota por 1 a 0 para a França, na última quinta-feira, em substituição ao lesionado Alberto Rodriguez. Os peruanos também foram batidos pela Dinamarca, por 1 a 0, na estreia.

Nos dois jogos, a seleção do técnico argentino Ricardo Gareca teve apoio incondicional dos fãs peruanos, que fizeram a festa nos estádios. A equipe também tem recebido carinho nos treinamentos, em Moscou.

Neste domingo, a atividade foi fechada. Dos 23 convocados, 21 estiveram no treino. As ausências foram Alberto Rodriguez, que ainda se recupera de contusão, e o atacante Jefferson Farfán, que continua sob observação médica devido ao traumatismo cranioencefálico sofrido no último sábado, em choque na cabeça com o goleiro adversário no treino da equipe.

 

Se a intenção do Peru é vencer para dar alento à torcida, a Austrália entra em campo para vencer e se classificar para as oitavas de final do Mundial. Mas não depende só dela. Com um ponto, além de conquistar mais três frente aos sul-americanos, tem de torcer para a Dinamarca perder para a França e permanecer com quatro pontos. Desta forma, a vaga seria decidida nos critérios de desempate - o primeiro deles é o saldo de gols.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.