Jogadores do Real defendem Mourinho antes de jogo com Ajax

Os jogadores e funcionários do Real Madrid ofereceram apoio ao técnico José Mourinho, defendendo o moral e a união do time depois de algumas apresentações com desempenho abaixo do esperado.

REUTERS

26 de setembro de 2011 | 15h53

A equipe nove vezes campeã europeia volta à ação na Liga dos Campeões em casa contra o Ajax, de Amsterdã, na quarta-feira. Há duas semanas, o Real venceu o Dínamo de Zagreb por 1 x 0, em um jogo pouco inspirador, tornando-se líder do Grupo D.

A derrota por 1 x 0 para o Levante e o empate de 0 x 0 diante do Racing Santander antes da goleada de 6 x 2 no Rayo Vallecano no sábado levaram os jornalistas a questionarem o jogador Alvaro Arbeloa na segunda-feira sobre a animação do time e seu relacionamento com Mourinho.

"Estamos todos totalmente unidos e o clima é bom, mesmo depois de uma semana muito difícil", disse Arbeloa em uma entrevista coletiva.

"Alguns de nós jogadores viemos a público e negamos essa conversa de supostas divisões ou clima ruim e estou fazendo isso de novo."

Houve um acalorado debate na assembleia geral de acionistas no fim de semana, e alguns integrantes acusaram Mourinho de prejudicar a imagem do clube com seu comportamento.

Isso levou a uma contundente defesa do técnico português por parte do presidente do clube, Florentino Pérez.

Na quarta-feira, Mourinho completa a última partida de uma punição de três jogos imposta pela Uefa após uma discussão durante o confronto de semifinal da temporada passada contra o Barcelona.

"Não estamos unidos desde ontem, faz muito tempo que estamos trabalhando todos na mesma direção", afirmou Aitor Karanka, técnico auxiliar do Real.

(Reportagem de Mark Elkington)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTREALMADRIDMOURINHO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.