Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Jogadores do Santos choram no vestiário e não pegam medalhas

Santistas se recusaram a subir ao pódio no Allianz Parque

CIRO CAMPOS, O Estado de S. Paulo

03 de dezembro de 2015 | 09h12

A derrota nos pênaltis para o Palmeiras na final da Copa do Brasil abalou o moral do Santos após o jogo no Allianz Parque, na noite desta quarta-feira. Os jogadores se recusaram a subir ao pódio para receber a medalha de prata durante a cerimônia de premiação. Saíram do estádio sem dar entrevistas e alguns jogadores choraram muito no vestiário depois da derrota na decisão.

O Santos tinha na Copa do Brasil a única chance restante de título na temporada. Até o começo do segundo tempo o empate garantia a taça, até os dois gols de Dudu começarem a atrapalhar os planos do técnico Dorival Júnior. Ricardo Oliveira diminuiu, conseguiu levar a decisão para os pênaltis. A derrota por 4 a 3 frustrou de vez o objetivo da equipe de ser campeã do torneio pela segunda vez.

O elenco permaneceu por alguns minutos no gramado após Fernando Prass converter a cobrança decisiva. Antes mesmo do pódio terminar de ser montado no centro do campo, os jogadores se dirigiram ao vestiário. Poucos concederam entrevista nesse momento. Na saída do estádio, os atletas se recusaram a falar na zona mista e deixaram o estádio rapidamente.

No vestiário o clima foi de desolação. Jogadores como Lucas Lima e Gustavo Henrique, que perdeu uma das penalidades, eram os mais abalados. Dorival concedeu entrevista coletiva em tom abatido e explicou que a lista dos cobradores estava definida há semanas, pelo aproveitamento nos treinos. O zagueiro Werley seria o sexto a bater.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.