Divulgação
Divulgação

Jogadores do Santos criticam gramado ruim em Mogi Mirim

Thiago Ribeiro e Robinho lamentam condições do campo irregular e molhado, onde time empatou sem gols pelo Campeonato Paulista

Estadão Conteúdo

05 de fevereiro de 2015 | 09h34

O Santos não conseguiu passar de um empate por 0 a 0 com o Mogi Mirim, na noite desta quarta-feira, pela segunda rodada do Campeonato Paulista, e um dos motivos para a equipe não conseguir engrenar no confronto foi o estado do gramado do Estádio Romildo Ferreira. Pelo menos foi essa a opinião dos atacantes Robinho e Thiago Ribeiro, que lamentaram as condições do campo.

"Não gosto de dar desculpa, mas hoje estava ruim, só quem jogou sabe. Nosso time é muito leve, e quando pega esses gramados precisa se adaptar com balão para frente", disse Robinho, que ao mesmo tempo enfatizou que "o empate não foi um mal resultado", diante das circunstâncias encontradas em Mogi Mirim.

Thiago Ribeiro, por sua vez, reclamou do gramado já no intervalo da partida, antes de ser substituído por Ricardo Oliveira nos primeiros minutos da etapa final. "O gramado, além de estar molhado, não ajuda, é bem irregular e diferente do que estamos acostumados. É procurar melhorar para não ficar só na base do chutão", afirmou.

Após atuar em um gramado em condições ruins, o Santos terá a chance de voltar a atuar no campo que conhece bem e onde gosta de jogar neste domingo, quando terá pela frente o Red Bull Brasil, às 19h30, na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Paulistão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.