Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Jogadores do Santos lamentam derrota e cobram reação para enfrentar o Boca Juniors

Após três derrotas seguidas na temporada, time precisa se reabilitar em jogo na Argentina pela Libertadores

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2021 | 22h46

A derrota para o Corinthians por 2 a 0, neste domingo, fez os jogadores do Santos prometerem uma reação. O resultado negativo pelo Campeonato Paulista Sicredi 2021 coloca mais pressão na equipe e os atletas cobram uma evolução imediata, até porque já na terça-feira há uma decisão pela frente. Na Argentina, o adversário será o Boca Juniors, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa Libertadores.

O Santos acumula três derrotas seguidas na temporada. A equipe perdeu semana passada dentro de casa por 2 a 0 para o Barcelona, do Equador, pela Copa Libertadores. Depois, pelo Estadual, foi superada pelo Novorizontino e no domingo foi a vez de perder para o Corinthians. Por isso, o elenco admite ser fundamental encerrar esse jejum logo diante de um adversário complicado.

"Vamos trabalhar forte porque a gente viaja e logo temos um jogo grande pela frente (na Argentina). É importante minimizar os nossos erros. Vamos trabalhar para ver no que a gente tem de acertar", disse o zagueiro Wellington ao canal Premiere. O defensor foi expulso no primeiro tempo após levar o segundo cartão amarelo. A falta gerou o segundo gol do Corinthians, marcado por Piton.

O atacante colombiano Copete foi outro a lamentar a série negativa e a cobrar evolução. "Estamos muito chateados. A gente sabe que o clássico é sempre importante vencer. Não conseguimos ter um bom desempenho como a gente sabe. Fica a lição de que temos muito trabalho pela frente", comentou.

Depois de enfrentar o Boca Juniors, o Santos volta ao Brasil e terá no próximo domingo outro compromisso pelo Campeonato Paulista. O adversário será o Red Bull Bragantino, fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.