Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Jogadores do Santos pregam 'pés no chão' para a partida de volta

Mesmo com boa vantagem, ordem é não menosprezar o São Paulo

CIRO CAMPOS, Estadão Conteúdo

22 de outubro de 2015 | 00h41

Mesmo com a grande vantagem conquistada no Morumbi - vitória por 3 a 1, pela partida de ida da semifinal da Copa do Brasil -, os jogadores do Santos adotam um discurso de humildade e pregaram seriedade no jogo da volta, na Vila Belmiro, na semana que vem.

"Vamos manter os pés no chão. Sábado tem o Brasileirão (contra o Figueirense, em Santa Catarina) e na quarta tem outro jogo contra o São Paulo", disse Marquinhos Gabriel, autor do terceiro gol. "Ainda temos o jogo de volta. Não podemos comemorar nada", completou o lateral-esquerdo Zeca.

Para o atacante Ricardo Oliveira, a união do grupo foi fundamental para o grande resultado. "O segredo do grupo é a união. Com o perdão da palavra, é um time que não tem medo de colocar a bunda no chão", afirmou o artilheiro do Brasileirão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilSantos FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.