Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Jogadores do Santos vencem cansaço

Mal terminou o Brasileiro e cinco jogadores do Santos tiveram de cancelar as férias para servir a seleção sub-23 e ao retornarem entraram direto na maratona de jogos pelo Paulista e pela Libertadores da América. Diego ficou uma semana fora por conta das dores musculares, na seguinte, foi a vez de Robinho, mas agora os jogadores acham que o problema está superado. "No jogo contra o Santo André já deu para recuperar", disse Robinho. Ele entende que "é preciso bastante cuidado, treinos leves e nada de excessos para que a lesão acabe de vez". Diego comentou que está ciente do que estão passando. "O cansaço existe pelo fato de não termos tido férias, mas estamos conseguindo lidar com ele, temos treinado, feito reforço sempre que podemos e temos entrado em campo em condições de jogar". O meia admite que "as dores musculares aparecem mais do que o normal e sentimos um desgaste com mais facilidade. São os sinais de um esforço físico, mas está dando para superá-los dentro de campo". Ele não descuida do preparo para poder jogar todas as partidas. "Espero agüentar essa maratona de jogos e sempre ajudar a equipe". Robinho entende que a folga que os jogadores que estavam na seleção tiveram na segunda e na terça-feira foi importante. "Não tivemos férias e sempre que é possível o professor Leão nos dá uma folga. Isso ajuda bastante, porque esse descanso ajuda na recuperação física para que possamos estar 100% na hora do jogo". Olhando os últimos resultados, a vitória na única partida pela libertadores e a condição de líder do grupo no Paulista, Robinho entende que o desempenho está bom. "Claro que o cansaço existe, mas as vitórias estão acontecendo e isso é o mais importante", concluiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.