Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

Jogadores do São Paulo admitem momento ruim e querem dar uma resposta imediata

Tricolor continua bastante pressionado após novo tropeço no Campeonato Paulista

Marcius Azevedo, O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2018 | 19h46

Após o empate sem gols diante da Ferroviária, neste domingo, no estádio do Morumbi, na capital, pelo Campeonato Paulista, os jogadores do São Paulo admitiram que o momento é delicado e que precisam dar uma resposta imediata em campo. "Está faltando confiança e tranquilidade sim, não temos mais desculpa, o elenco sabe da responsabilidade, sabe que a cobrança está no limite. Estamos errando muito", admitiu o volante Hudson.

+ Robson Morelli - São Paulo já tem definido o futuro de Dorival

+ Torcedores do São Paulo são presos após briga nos arredores do Morumbi

"Jogador avalia o trabalho, mas no Brasil se cobra resultado. Está faltando paciência, nós também não estamos correspondendo. É continuar trabalhando e dar resposta dentro de campo", acrescentou o goleiro Sidão, que fez questão de ressaltar o desempenho do colega de posição Tadeu. "Três jogos consecutivos que os goleiros adversários foram os melhores da partida", comentou.

Em relação ao técnico Dorival Junior, o zagueiro Rodrigo Caio afirmou que o grupo está com o treinador e promete trabalhar para mantê-lo no cargo. "Pode ter certeza que estamos junto com ele (Dorival), ele conosco e vamos sair juntos dessa situação".

+ 'Sou o responsável e estou trabalhando para reverter', afirma Dorival

Depois do terceiro tropeço no Campeonato Paulista - havia perdido para Santos e Ituano -, o São Paulo entra em campo nesta quarta-feira, novamente no estádio do Morumbi, para enfrentar o CRB, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.