Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Jogadores do São Paulo apostam que equipe já começa a se reerguer

Vaga na semifinal do Paulistão deixa elenco mais otimista

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

11 de abril de 2015 | 20h51

Depois de duas derrotas, outras duas vitórias seguidas para se reerguer. A sequência de altos e baixos do São Paulo continua, mas ao menos a equipe ganhou do Red Bull por 3 a 0 neste sábado, pelo Campeonato Paulista, e no entender dos jogadores, já consegue dar o primeiro passo para sair da crise causada pela saída do técnico Muricy Ramalho.

O clube agora está na semifinal da competição e volta a campo no próximo fim de semana para em partida única, decidir presença na decisão do Estadual, torneio que não conquista há dez anos. "Resultado positivo sempre é bom, dá confiança para tirar a gente dessa situação que nós mesmo nos colocamos. Saímos com a vitória e a classificação, que era o nosso objetivo", comentou o meia Michel Bastos ao deixar o campo. O jogador foi um dos destaques da vitória e deu passe para o último gol.

O resultado positivo neste sábado encerra uma semana muito conturbada no clube. O São Paulo anunciou a saída de Muricy na segunda-feira e desde então tenta achar um substituto. Enquanto isso, o interino Milton Cruz teve de organizar a equipe e ainda ter de se virar sem Alan Kardec. O atacante foi submetido a um exame na terça-feira e teve confirmado o afastamento do gramado por seis meses para se recuperar de uma ruptura nos ligamentos do joelho direito.


"Além dos 3 a 0, fizemos uma boa partida. Como um todo, foi um dos melhores jogos no ano", elogiou o goleiro Rogério Ceni. O último gol da noite ainda selou a paz entre Ganso e a torcida. O camisa 10 marcou de cabeça e fez os são-paulinos esquecerem as vaias quando o nome dele foi anunciado na escalação. "O torcedor é impulsivo e emotivo, mas soube reconhecer que ele fez grande partida", elogiou Rogério.

Antes da semifinal do Estadual o São Paulo tem um difícil compromisso no meio de semana. A equipe vai até o Uruguai, onde na quarta-feira enfrenta o Danubio, pela penúltima rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. A semana pode terminar ainda com a confirmação da chegada do novo técnico. O argentino Alejandro Sabella é o preferido da diretoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.