Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Jogadores do São Paulo blindam Osorio após empate no fim do jogo

Avaí igualou marcador aos 45 minutos da segunda etapa

Estadão Conteúdo

21 de junho de 2015 | 18h21

O São Paulo parecia encaminhar a vitória sobre o Avaí por 1 a 0, na tarde deste domingo, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mas se o time buscava continuar na liderança do torneio, isso não aconteceu. Um gol de André Lima aos 45 minutos do segundo tempo igualou o placar para o time catarinense.  

O treinador Juan Carlos Osorio foi questionado na saída de campo por ter tirado o meio-campista Thiago Mendes para a entrada do zagueiro Edson Silva, aos 19 minutos da segunda etapa . O time recuou e acabou sofrendo o empate. "Treinamos com esse sistema (três zagueiros), mas temos que melhorar. Não é estranho", afirmou.

Os jogadores defenderam o treinador colombiano. "A culpa não foi dele [Osorio]. Foi incompetência nossa. Temos de assumir nosso erro. Perdemos dois pontos importantes. São pontos como esse que fazem a gente não brigar pelo título. Ano passado, perdemos ponto para Chapecoense, Criciúma, Coritiba. Alertei mais uma vez isso", disse Souza, autor do gol do tricolor aos 9 minutos da primeira etapa. 

Michel Bastos saiu com discurso parecido ao de Souza."Hoje em dia a gente sabe que o campeonato é competitivo, não podemos menosprezar ninguem. Não que tenhamos feito isso hoje, sabemos que as equipes não vai facilitar para a gente. Foi assim em Chapecó, foi assim hoje. Avaí empatou o jogo porque buscou. Nós tivemos bastante ocasiões mas não conseguimos sair com vitoria", afirmou. "[A troca de Thiago Mendes por Edson Silva] Foi escolha dele, tem que perguntar para o Osório". 

O goleiro Renan Ribeiro, que substituiu Rogério Ceni, também defendeu o técnico. "Ele é um cara inteligente, sabe o que faz, temos que acatar a decisão", afirmou o arqueiro, que foi um dos destaques da partida, com importantes defesas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.