Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Jogadores do São Paulo festejam vitória, mas dizem que vantagem poderia ser maior

Tricolor derrotou o Linense por 2 a 0, mas teve postura agressiva no ataque durante a segunda etapa

Nathalia Garcia, O Estado de S.Paulo

02 de abril de 2017 | 19h54

A vitória por 2 a 0 sobre o Linense, neste domingo, no estádio do Morumbi, na capital paulista, deixou o São Paulo mais próximo da classificação às semifinais do Campeonato Paulista. Os são-paulinos ficaram satisfeitos com a vantagem construída, mas reconheceram que o resultado poderia ter sido muito melhor se a equipe não tivesse desperdiçado tantas oportunidades de gol.

"Atingimos nosso objetivo. Marcamos dois gols, não tomamos nenhum e poderíamos até ter vencido por uma diferença maior, já que criamos outras chances. Ficamos satisfeitos com a vitória por 2 a 0, mas sabemos que precisamos melhorar ", afirmou o zagueiro Maicon.

O São Paulo, principalmente no segundo tempo, pressionou bastante o adversário. Já o Linense ficou acuado no campo defensivo, na esperança de arrancar em contra-ataque. E o goleiro Renan Ribeiro, que foi pouco acionado durante todo o jogo, destacou a postura do elenco tricolor. "Trabalhei pouco, mas jogos como esse são perigosos, você precisa estar sempre atento. O time está de parabéns pela partida que fez, se impôs do começo ao fim. Conseguimos colocar em prática tudo que foi planejado", ressaltou.

O volante Jucilei também exaltou o domínio do São Paulo, que obteve 71% de posse de bola na partida. "A gente tem uma proposta que é ficar com a bola nos pés. Hoje (domingo) não foi diferente, o Linense veio todo fechado, pensando só em se defender. Procuramos rodar a bola e, mesmo assim, criamos chances de gol. No fim, o Pratto marcou, o que aumentou nossa vantagem para a próxima partida".

São Paulo e Linense voltam a se enfrentar no próximo sábado, às 16 horas, novamente no Morumbi, pela partida de volta das quartas de final. O time do técnico Rogério Ceni precisa apenas administrar a boa vantagem para ir à próxima fase, enquanto que a equipe de Lins (SP) tem de ir ao ataque para continuar viva na competição. Em caso de igualdade no saldo de gols, a vaga será decidida nos pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.