Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Jogadores do São Paulo já sentem a cobrança por título na temporada

Para a próxima partida, quarta, contra o Capivariano, no Pacaembu, o técnico Muricy Ramalho poderá ter o retorno de Ganso e Souza

O Estado de S. Paulo

02 de fevereiro de 2015 | 09h30

O atacante Alan Kardec festejou o começo de pé direito do São Paulo no Paulistão. Para o jogador, que foi substituído no intervalo da partida e não teve uma boa atuação, mais importante do que o desempenho pessoal é a vitória do grupo. "Acima de qualquer outro fator, é uma vitória importante. É bom começar com o pé direito, ainda mais em um jogo dificílimo como esse. A equipe conseguiu aproveitar as oportunidades e sair com uma boa vitória", disse, após os 3 a 1 diante do Penapolense.

O jogador sabe que a equipe precisa conquistar um título em 2015, até pela cobrança da torcida e do próprio presidente Carlos Miguel Aidar, que montou um time forte e já vem cobrando bons resultados. "A gente sabe que o torcedor espera muito, mas o apoio deles, como foi aqui em Penápolis, é importante. Essa caminhada junto com a torcida acaba tornando tudo menos sofrido. O São Paulo montou uma equipe forte e já deu mostras disso no primeiro jogo oficial da temporada. A tendência é só melhorar", avisa Kardec. Seu companheiro Luis Fabiano complementa. "A gente está com os pés no chão e sabemos da nossa responsabilidade."

Para a próxima partida, quarta-feira, contra o Capivariano, no Pacaembu, o técnico Muricy Ramalho poderá ter o retorno dos titulares Ganso, poupado para fazer reforço muscular, e Souza, que estava com dores na perna após uma pancada. O problema pode ser o lateral-esquerdo Carlinhos, que foi substituído no segundo tempo após se machucar. "Ainda não sei o que aconteceu. Tive um estalo na parte lateral do joelho e estou um pouquinho preocupado, porque nunca tive um problema assim. É ruim acontecer isso logo no começo da temporada, me deixa chateado", afirma o atleta.

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.