Rubens Chiri|Divulgação
Rubens Chiri|Divulgação

Jogadores do São Paulo mostram alívio por gol de empate no fim

Contra o Linense, time volta a jogar mal, mas escapa de derrota

O Estado de S. Paulo

30 de março de 2016 | 22h03

O empate em 1 a 1 com o Linense, nesta quarta-feira, pelo Campeonato Paulista, rendeu comemorações para o São Paulo. O time do Morumbi perdia até os acréscimos, quando o atacante Kelvin igualou e salvou a equipe da quinta derrota no Estadual, mas não evitou a perda de liderança no grupo C para o Osasco Audax, que bateu o Oeste, em Itápolis.

A partida do São Paulo foi disputada em São José do Rio Preto. O time do técnico Edgardo Bauza ainda perdeu um pênalti no primeiro tempo, com Michel Bastos, até sofrer um gol aos 39 minutos do segundo tempo e só depois conseguir avançar e reagir. "O importante foi não perder. Agora são cinco jogos sem perder. Enfrentamos mais um time que jogou fechado, com 11 atrás da bola. O bom foi empatar no final", disse o meia Ganso ao deixar o campo.

O São Paulo chegou à série de cinco jogos invicto, embora tenha somado o quarto empate nesse intervalo. Segundo o camisa 10, a equipe sentiu nesta quarta-feira a diferença do tipo de grama e por isso, não conseguiu uma atuação suficiente para vencer. "Queríamos mais. Precisamos melhorar para a sequência", afirmou. No próximo fim de semana a equipe estreia no Morumbi na temporada, ao receber o Oeste, pelo Estadual.

O autor do gol do empate sai aliviado pela resultado e também por ter marcado pela primeira vez no novo clube. "É uma fase ruim que estamos passando. Todos sabem que nosso time é bom, mas falta entrosamento para acertar o passe final. Falta mudar muita coisa. Aos poucos vamos conseguindo", comentou Kelvin, que entrou no segundo tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.