Jogadores do São Paulo querem tranqüilidade contra a Ponte

Após uma semana de muitas polêmicas em decorrência do clássico do último domingo contra o Santos. o São Paulo recebe, neste sábado, a Ponte Preta pensando em vencer o adversário e tentar alcançar a liderança do Paulistão.Porém, a missão não será nada fácil, mesmo jogando fora de casa, o clube de Campinas vem subindo de produção na competição e atualmente está na oitava colocação. "A Ponte Preta pode complicar bastante aqui. Temos de jogar com paciência. Não podemos abrir espaço", disse Ilsinho.Depois de aproveitar a semana sem jogos para aprimorar os fundamentos da equipe, além dos dias tensos devido as discuções após o clássico, o técnico Muricy Ramalho preferiu descontrair o elenco e nesta sexta realizou um ´rachão´.Porém, mesmo com o clima bom entre os atletas, o atacante Leandro - que após o jogo contra o Santos protagonizou um bate-boca via imprensa com treinador santista Wanderlei Luxemburgo - reclamou das constante faltas que vem levando."Jogador habilidoso tem de tomar cuidado com tudo. Em que lugar comemorar, como jogar dentro de campo, a forma exata de driblar. O futebol está perdendo a graça", disse Leandro, que não quis falar da polêmica com Luxemburgo.Leandro também apontou a importância que a semana de treinamentos tem para o jogadores, que semana que vem viajam para o México para enfrentar o Necaxa pela Copa Libertadores da América, nesta quarta."Os times mexicanos são sempre fortes, principalmente jogando em casa, e a viagem é muito cansativa, por isso esta semana foi muito importante", falou o atacante, que acrescentou: "mas agora o que interessa é vencer a Ponte, para, quem sabe, possamos assumir a liderança do Paulistão."No sábado o São Paulo deve entrar com a seguinte formação: Rogério Ceni; Alex Silva, Edcarlos e Miranda; Ilsinho, Josué, Souza Hugo e Jadilson; Aloísio e Leandro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.