Érico Leonan / São Paulo
Érico Leonan / São Paulo

Jogadores do São Paulo reclamam de novo da arbitragem no Brasileirão

Após derrota para o Atlético-MG, Reinaldo diz que juiz não anotou um pênalti para sua equipe

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

06 Setembro 2018 | 05h45

Com dois tropeços seguidos - empate em casa com o Fluminense e derrota ontem para o Atlético-MG -, o São Paulo perdeu a liderança do Campeonato Brasileiro. O time tem os mesmos 46 pontos do Internacional, que bateu o Flamengo pela 23ª rodada, mas leva a pior nos critérios de desempate.

A vitória mineira veio com um gol contra logo no início do duelo e os são-paulinos reclamaram bastante da arbitragem por não ter marcado um suposto pênalti quando a bola bateu no braço do zagueiro Leonardo Silva dentro da área. "Claramente fomos prejudicados novamente pela arbitragem", reclamou Reinaldo.

 

Na rodada anterior, os jogadores ficaram revoltados com a expulsão de Diego Souza diante do Fluminense. Com um atleta a menos, o São Paulo teve muita dificuldade para empatar com o rival carioca. Desta vez, o time paulista pressionou, principalmente no segundo tempo, mas saiu derrotado.

"A sensação é de que fomos prejudicados pela arbitragem. Teve pênalti, ele tinha que dar. Pressionamos, mas a bola não entrou. Foi nítido que merecíamos vencer. Mas valeu pela luta e pelo espírito do time inteiro. Temos de valorizar nossa entrega, foi assim do começo ao fim", comentou Reinaldo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.