Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Jogadores do São Paulo são chamados de 'pipoqueiros' na saída do Morumbi

Wellington Nem e Cueva foram vaiados durante a partida e também após o empate por 2 a 2 com o Atlético-GO

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2017 | 23h18

Um grupo de torcedores hostilizou os jogadores do São Paulo na saída do estádio do Morumbi, na capital paulista, após o empate da equipe por 2 a 2 diante do lanterna Atlético Goianiense, nesta quinta-feira, pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro. "Pipoqueiro" foi a expressão mais utilizada pelos torcedores em direção aos carros dos atletas que deixavam o estádio. O ônibus da delegação também foi alvo de xingamentos.

Cueva e Wellington Nem já haviam sido vaiados durante o jogo, quando foram substituídos. No final da partida, as vaias foram dirigidas para toda a equipe. Após o empate, o São Paulo soma oito rodadas sem vitórias e permanece na zona de rebaixamento pela terceira seguida no Brasileirão. Na próxima partida, a equipe vai enfrentar a Chapecoense fora de casa.

A partida marcou a estreia do técnico Dorival Junior como substituto de Rogério Ceni. Ele afirmou que a sequência de resultados ruins gera insegurança nos atletas. Embora tenha pouco tempo para treinar a equipe até o jogo deste domingo, o novo treinador acredita na recuperação.

"Tenho consciência de que pegaria uma equipe que teria uma sequência assim. Isso dificulta um pouco mais. Você não pode creditar o mau resultado em razão do pouco tempo de treinamento. Vamos tentar aproveitar o tempo", disse Dorival Junior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.