Juan Ignacio Ronconi/EFE
Juan Ignacio Ronconi/EFE

Jogadores exaltam 'espírito de luta' do Cruzeiro em triunfo na Libertadores

Time mineiro bateu o Huracán por 1 a 0 fora de casa em jogo com bastante chuva e Mano expulso

Redação, Estadão Conteúdo

07 de março de 2019 | 22h38

O Cruzeiro estreou na Copa Libertadores nesta quinta-feira e venceu o Huracán por 1 a 0 diante de condições adversas. Na casa do adversário, em Buenos Aires, onde caía uma forte chuva, o time do técnico Mano Menezes abriu o placar com um gol de Rodriguinho, aos 28 minutos do primeiro tempo, e sofreu bastante na sequência, principalmente na etapa final, mas conseguiu manter a vantagem.

Diante deste cenário, a entrega em campo foi apontada pelos jogadores como grande responsável pelo resultado positivo. "Foi o espírito de luta. O clima e a condição do campo não eram os melhores, tivemos que nos esforçar para fazer o gol e cuidar do resultado. Importante demais começar ganhando", afirmou Lucas Romero, na saída do gramado.

O lateral-direito Edilson, por sua vez, optou por elogiar a atuação do centroavante Fred, que brigou bastante no campo de ataque apesar de não ter balançado a rede. "Sabíamos que não era só a técnica que contaria, a vontade na disputa por cada lance também. Tenho que parabenizar o Fred, que lutou muito, assim como todo o grupo", disse o lateral.

O próximo compromisso do Cruzeiro na Libertadores será na quarta-feira, quando recebe o Deportivo Lara, no Mineirão. Antes disso, vai a campo neste domingo para enfrentar o Tombense pela nona rodada do Campeonato Mineiro, também no Mineirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.