Jogadores exaltam trabalho e celebram título corintiano

Campeão paulista, clube alvinegro ganhou o seu segundo torneio em 2013

18 de julho de 2013 | 00h31

SÃO PAULO - A vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, nesta quarta-feira, no Pacaembu, garantiu o título da Recopa Sul-Americana ao Corinthians. Foi a quinta conquista do clube nos últimos três anos e, questionados sobre o segredo para este enorme sucesso recente, os jogadores foram unânimes: o trabalho.

"O que realmente é gratificante é saber que algumas semanas se iniciou um trabalho em busca desses dois jogos e o final foi de sucesso. Isso engrandece mais ainda o elenco, a diretoria, então estou extremamente feliz", comentou Emerson, em entrevista à TV Globo. "Parece até que é normal isso, vencer títulos, e esse time tem conquistado bastante. Mas esse grupo, essa torcida merecem", disse Paulo André.

Até quem chegou recentemente ao clube pôde comemorar seu segundo título com a camisa do Corinthians. Contratados no início do ano, Alexandre Pato e Renato Augusto não venceram o Brasileirão de 2011, a Libertadores e o Mundial de 2012, mas levantaram o troféu do Campeonato Paulista na atual temporada.

"Fico feliz por ganhar dois títulos em seis meses. É fruto do trabalho do grupo inteiro", comentou Renato Augusto. "É meu segundo título no Corinthians, então é uma emoção máxima. Estou muito feliz por estar nesse time, com a torcida maravilhosa. É o algo a mais do jogador, do grupo, então é com eles que isso acontece", disse Pato.

E a torcida também foi bastante exaltada pelo técnico Tite, que comemorou a possibilidade de "retribuir o carinho" dos corintianos. "Minha alegria é retribuir o carinho, ver a felicidade deles, da equipe. A lealdade que a equipe tem em campo... Foi um grande jogo, um dos mais difíceis que fizemos contra eles (São Paulo)."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.