Jogadores poloneses são perdoados por técnico

Três jogadores da seleção polonesa foram à festa sem o consentimento do técnico Leo Beenhakker

EFE

30 de setembro de 2008 | 11h22

O técnico da Polônia, o holandês Leo Beenhakker, retirou nesta terça a punição aos três jogadores que foram a uma festa sem seu consentimento - entre eles o goleiro Artur Boruc, do Celtic -, e que agora poderão voltar a jogar na seleção polonesa.Os jogadores, punidos por tempo indeterminado em 22 de agosto, voltarão à equipe para as partidas contra República Checa e Eslováquia, pelas Eliminatórias Européias para a Copa do Mundo de 2010, em outubro.Além de Boruc, tinham sido afastados da equipe os meias Dariusz Dudka, do Auxerre, e Radoslaw Majewski, do Polonia Warszawa. Beenhakker puniu os três atletas após a derrota de 1 a 0 da Polônia em amistoso contra a Ucrânia, quando eles foram a uma festa regada a bebidas alcoólicas, apesar de as ordens do técnico serem as de permanecer no hotel de concentração.Na época, o técnico holandês - conhecido por sua personalidade inflexível e sua intolerância diante deste tipo de ações - classificou a atitude dos atletas de "inaceitável e um comportamento irresponsável", o que justificou a suspensão por tempo indeterminado.

Tudo o que sabemos sobre:
PolôniaEliminatórias Copa 2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.