Jogadores preveem clima de revanche diante de Itália

Depois de duas vitórias contra Egito e Estados Unidos, a seleção brasileira já começa a pensar em sua terceira partida na Copa das Confederações. A equipe enfrenta a Itália, no domingo, e os jogadores já sabem que terão pela frente um adversário ferido pela derrota por 2 a 0, em amistoso disputado em Londres.

AE, Agencia Estado

18 de junho de 2009 | 14h09

"Eles estão com sentimento de revanche. Depois daquele jogo em fevereiro, a maioria dos jogadores disse aos jornais que iríamos nos reencontrar na Copa das Confederações, vamos ver no que vai dar", disse o goleiro Júlio César, que atua na Inter de Milão.

Para Kaká, a partida será encarada pelos italianos como a chance de devolver aquela derrota. "Espero uma vitória do Brasil, mas não vai ser fácil. A última vitória em Londres deixou eles marcados", afirmou o meia-atacante.

A Itália enfrenta o Egito às 15h30 desta quinta-feira. Caso vençam, a partida contra o Brasil será um duelo de classificados à semifinais, em que estará em jogo o primeiro lugar do Grupo B.

"Acho que contra a Itália nós vamos definir quem fica em primeiro ou segundo do grupo", disse Kaká, que descartou a hipótese de a seleção entrar mais tranquila em campo se estiver com a vaga garantida. "Em uma competição como essa não dá para tirar o pé. Se a gente tirar o pé os outros passam por cima."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.