Jogadores santistas destacam reação do time no 2.º tempo

Mais do que a goleada contra o América, os jogadores do Santos ficaram satisfeitos com o poder de reação do time, depois do primeiro tempo fraco. E destacaram a importância de Vanderlei Luxemburgo que, no intervalo da partida, pediu para todos esquecessem os erros da arbitragem e se preocupassem apenas em jogar futebol. "A pressão para fazer o primeiro gol e os erros do árbitro atrapalharam o nosso time no primeiro tempo. Mas Luxemburgo mostrou a importância de um resultado positivo e nos orientou para não nos preocuparmos com juiz", disse o zagueiro Adailton.Autor de dois gols, Marcos Aurélio acha que o gol do América, num pênalti contestado pelos santistas, acabou sendo importante. "Com o empate, o nosso time acordou, fez mais três gols e jogou muito bem no segundo tempo", analisou o atacante. "Acho que fui bem como todos os companheiros e dei sorte de estar no lugar certo no momento certo."Nem a goleada fez com que Fábio Costa perdoasse o juiz Anselmo da Costa. "Fui apenado com o cartão amarelo por cobrar a aplicação da regra. Fora da área houve um toque de mão na bola e o juiz não marcou. Depois houve uma bola na mão dentro da área e ele deu pênalti contra o Santos", disse. O goleiro santista também reclamou da invasão da área por dois jogadores do América. "Fazer o que? Eles são os donos do jogo."Apesar de não ter gostado da atuação do juiz, Fábio Costa reconheceu que o time não foi bem e até poderia ter perdido no primeiro tempo. "Simplesmente não entramos em campo na primeira etapa. Talvez o time tenha sido moroso por falta de público. O pouco que jogamos no segundo tempo foi o bastante para fazermos mais três gols e poderíamos ter feito mais."Vanderlei Luxemburgo, em fase de paz e amor com os juízes, fazendo o contraponto a Emerson Leão, do Corinthians, disse que Anselmo não foi bem porque está voltando de um tempo parado e sentiu falta de ritmo. "Disse para os jogadores esquecerem o juiz no segundo tempo. Quando o atleta fica perturbado com o juiz, acaba não jogando."O Santos volta a jogar pelo Campeonato Paulista no sábado, novamente na Vila Belmiro, enfrentando o São Bento e, se vencer, poderá manter os pontos de vantagem sobre o segundo colocado do Campeonato Paulista. Como o time viaja na segunda para estrear na fase de grupos da Copa Libertadores da América, na quinta, contra o Deportivo Pasto, na Colômbia, Luxemburgo deve escalar um time misto e já confirmou treino até para o domingo de Carnaval. "Eu gosto de Carnaval e de desfilar, mas temos esquecer disso no momento. Expliquei aos jogadores que a profissão dura no máximo 15 anos e que o sacrifício de agora pode ser recompensado com a conquista de título", concluiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.