Jogadores se dizem ansiosos para Inter x Juventude

Com boas recordações do Juventude, derrotado na final do Campeonato Gaúcho de 2008, os jogadores do Internacional mostraram ansiedade nesta quinta-feira para o jogo do próximo sábado. Para alguns atletas, o confronto entre os dois times já se tornou um clássico.

AE, Agencia Estado

26 de março de 2009 | 17h48

"Desde que cheguei aqui ouvi falar da rivalidade deste jogo. No ano passado, tive a felicidade de enfrentar o Juventude três vezes, sendo que em duais finais do Gauchão. É um jogo diferente, com uma pegada muito grande. Ninguém quer ficar de fora", avisou Andrezinho.

O volante Magrão, que esteve nos dois jogos da final do ano passado, também defende a rivalidade entre as equipes. "Vivi intensamente esta rivalidade. Fiquei chateado por a gente ter perdido o primeiro jogo no detalhe. Mas para mim é sempre assim: defendo as cores do meu time com todo o vigor".

Para o jogador, o duelo já virou um clássico. "Acho que clássico não é só o Gre-Nal. A gente percebe que existe uma tradição e uma rivalidade muito grande, bem de clássico mesmo. Deve ser um jogo truncado, decidido no detalhe", observou.

O atacante Taison também não esconde a ansiedade para a partida, disputada no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. "Vai ser um jogo especial para mim. Sempre ouvi falar sobre de como é duro jogar no Jaconi. Mas estou preparado", garantiu.

Mais conteúdo sobre:
futebolInternacionalJuventude

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.