Jogadores teriam comprado carteiras de motorista na Alemanha

Diego e Naldo, do Werder Bremen, e Marcelinho Paraíba, do Wolfsburg, estariam envolvidos na fraude, diz jornal

EFE

09 de maio de 2008 | 11h22

O meia Diego e o zagueiro Naldo, ambos do Werder Bremen, e o atacante Marcelinho Paraíba, do Wolfsburg, foram acusados nesta sexta-feira pelo jornal alemão "Bild" de terem comprado carteiras de motorista. Os alemães Frings e Odonkor, da seleção alemã, além de outros jogadores do país, também são acusados. O jornal alemão cita fontes da Procuradoria de Braunschweig, no norte da Alemanha, que há dois anos investiga o escândalo em torno de um professor de auto-escola da região. De acordo com o periódico, estariam envolvidos no esquema até 50 jogadores do Campeonato Alemão, além de atletas alemães que atuam no exterior, como é o caso do meia Odonkor, do Bétis. O "Bild" afirma que estão envolvidos ainda no esquema jogadores de destaque de clubes como Bayer Leverkusen, Nuremberg, Hannover, Hertha Berlim e Hamburgo. O principal acusado seria um professor de auto-escola da cidade de Northeim, na Baixa Saxônia, que "facilitaria" a concessão de carteiras de motoristas aos jogadores. 

Tudo o que sabemos sobre:
Campeonato AlemãoDiego

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.