Raul Martinez/AFP
Raul Martinez/AFP

Jogadores uruguaios se mostram contrários à realização da Copa América

Arrascaeta, Viña e e Suárez citaram o recrudescimento da pandemia na América do Sul, mas afirmaram que vão atuar se o torneio for confirmado

Redação, O Estado de S. Paulo

01 de junho de 2021 | 13h35

Pelo menos três importantes jogadores da seleção uruguaia se mostraram contrários à realização da Copa América, mas afirmaram que vão atuar, se o torneio for confirmado. O lateral-esquerdo Matias Viña, do Palmeiras, o meia Giorgian De Arrascaeta, do Flamengo, e o atacante Luis Suárez se manifestaram sobre a competição de seleções que deve ser realizada no Brasil após desistências da Colômbia e da Argentina em razão do aumento de casos e mortes causados pelo novo coronavírus.

O ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, afirmou nesta segunda-feira, 31, que a condição estabelecida pelo governo brasileiro para o Brasil sediar a Copa América deste ano é de os jogos acontecerem sem torcidas e que todos os integrantes das delegações serem vacinados. Em entrevista no Palácio do Planalto, Ramos não deu como certo que o País vai receber a competição.

“Pessoalmente, por tudo o que está passando na pandemia, acho que não se deveria jogar. Mas, se se deve jogar, vamos jogar”, afirmou Matías Viña. “O mundo está vivendo, a dificuldade que estamos vivendo, poucos países tem condições. Eu acho que agora não é o momento indicado para jogar. Mas nós não podemos fazer nada”, completou Arrascaeta. As entrevistas foram concedidas ao programa "La Ora Deportiva", da rádio "970 Universal", do Uruguai.

No último sábado, antes da desistência da Argentina e da possibiliade de transferência da Copa América para o Brasil, o atacante Luis Suárez também havia se mostrado contrário à disputa. 

“Estamos em uma situação difícil a nível mundial, chama a atenção que se jogue, nessa realidade. Na América do Sul e na Argentina nos últimos meses o cenário é dos mais complicados”, declarou o atacante do Atlético de Madrid na chegada ao seu país.

Todos se apresentaram à seleção na segunda-feira para os treinamentos visando as eliminatórias da Copa do Mundo. No quinto lugar na tabela, com seis pontos, o Uruguai enfrenta na próxima quinta-feira o Paraguai, em Montevidéu. No dia 8, vai encarar a Colômbia, no Estádio Metropolitano Barranquilla, fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.