Geoff Caddick/AFP
Geoff Caddick/AFP

Jogar com portões fechados seria prejudicial para divisões inferiores do futebol inglês

Ao contrário dos times da Premier League, que têm os direitos de televisão como principal fonte de renda, a maioria dos 71 clubes nas três divisões inferiores dependente da renda da bilheteria

Redação, AFP

14 de maio de 2020 | 10h59

A Liga Inglesa de Futebol (EFL), que organiza a segunda, terceira e quarta divisões do futebol inglês, alertou nesta quarta-feira que jogar com portões fechados, por causa do coronavírus, seria muito prejudicial para as finanças dos clubes.

Ao contrário dos times da Premier League, que têm os direitos de televisão como principal fonte de renda, a maioria dos 71 clubes nas três divisões gerenciadas pela EFL (Championship, League One e League Two) é muito mais dependente da renda da bilheteria.

No início da semana, o governo britânico abriu caminho para a retomada das competições, suspensas desde meados de março devido à pandemia do novo coronavírus, a partir de 1º de junho. Mas com portões fechados.

Provavelmente, levará vários meses até que os torcedores possam voltar aos estádios. "Ainda são necessárias soluções para preencher o buraco financeiro deixado pela crise", admitiu a EFL após uma reunião com os clubes. "As consequências da pandemia de COVID-19 não serão corrigidas por meio de uma simples retomada com portões fechados".

A terceira e a quarta divisão terão muitas dificuldades no final da temporada devido aos custos relacionados aos testes de COVID-19 aos quais eles devem submeter seus jogadores, muitos dos quais terão seus contratos encerrados no dia 30 de junho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato Inglês de Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.