Jogar mal e ganhar os três pontos também é legal, diz Felipão

Treinador lembra derrotas com bom desempenho, como contra Santos e Cruzeiro, para valorizar resultado contra o Bahia

Estadão Conteúdo

01 Setembro 2014 | 09h17

Luiz Felipe Scolari foi pragmático ao fim da vitória por 1 a 0 sobre o Bahia, vice-lanterna do Brasileirão, na Arena Grêmio. O treinador comemorou os três pontos, apesar da atuação irregular do time anfitrião diante de sua torcida.

"De vez em quando jogar mal ou não muito bem e ganhar três pontos também é legal", comentou Felipão, ao comparar o resultado com os tropeços diante de Santos, pela Copa do Brasil, e Cruzeiro, pelo Brasileirão. "Tivemos boa performance contra o Santos e contra o Cruzeiro. E perdemos."

Felipão creditou a vitória do Grêmio à postura tática, alcançada somente no segundo tempo, quando o time da casa marcou o único gol da partida. Os anfitriões melhoraram de rendimento a partir da troca de Alan Ruiz por Matheus Biteco. A equipe ganhou em marcação e consistência.

"A correção que foi feita no intervalo foi em cima da nossa marcação, que não tinha força. E eles [jogadores do Bahia] estavam jogando livres, principalmente o Rafinha, que saía da marcação para flutuar e ficava um espaço na nossa zaga", comentou Felipão.

"Tivemos que definir essa marcação com Biteco, Fellipe (Bastos) e Ramiro, e melhorarmos. E aí conseguimos o gol. O Bahia melhorou, mas não a ponto de o Marcelo (Grohe) precisar fazer grandes defesas. Acho que o que definiu a vitória foi principalmente o aspecto tático e o posicionamento da defesa", avaliou.

O triunfo manteve o Grêmio na cola do G4 da tabela. Com 28 pontos, ocupa o sexto lugar e está a quatro pontos do Corinthians, quarto colocado. Já o Bahia é o penúltimo da classificação, com apenas 16 pontos.

Mais conteúdo sobre:
futebol Grêmio Felipão Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.