Jogo com Americano vira decisão para Mancini no Vasco

O técnico Vágner Mancini terá pelo menos mais 90 minutos à frente do Vasco para mostrar que pode armar um time competitivo. Depois da derrota para o Olaria por 1 a 0, no sábado, a partida de quarta-feira contra o fraco Americano, em São Januário, ganhou contornos decisivos para o treinador.

AE, Agencia Estado

22 de março de 2010 | 21h23

Em caso de insucesso, a continuidade de Mancini na equipe será muito difícil. "Nessa hora, o segredo é ter calma. Temos alguns jogadores que sentem um pouco mais o lado emocional", avaliou o técnico.

E para enfrentar o Americano, Mancini ainda terá de lidar com alguns desfalques. Além do capitão Carlos Alberto, machucado e sem previsão de retorno, ele não poderá contar com Philippe Coutinho e com Souza, ambos suspensos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.