Jogo define férias do Palmeiras

Segundo Estevam Soares, o jogo deste sábado contra o Goiás deve definir o projeto de férias escalonadas criado pelo presidente Mustafá Contursi. Mas isso só deve ocorrer se o STJD não punir o São Caetano com a perda de 24 pontos pela morte do zagueiro Serginho. Explica-se: caso o Palmeiras seja derrotado pelo Goiás, a vaga na Libertadores ficaria quase impossível. Sem ter o que fazer no Brasileirão, os principais palmeirenses sairiam de férias e voltariam no início de janeiro, para se prepararem para o Paulistão. Se o Palmeiras vencer, porém, as chances de chegar à Libertadores continuam. E os titulares seguiriam até o final do Brasileirão, brigando pela vaga com o São Caetano. Mas se o STJD entrar em ação na segunda-feira e tirar os pontos do São Caetano, a vaga na Libertadores cai no colo do Palmeiras. E os titulares saem de férias. Simples, não?Perdão? - Ainda neste jogo, fique de olho em Magrão. E preste bem atenção quando ele passar perto de Leandro, ex-jogador do Corinthians e hoje um dos principais atacantes do Goiás. Magrão está com Leandro atravessado. E não é só ele. Outros palmeirenses, como o volante Corrêa, não esquecem as provocações feitas por Leandro no jogo do primeiro turno. O Goiás venceu por 3 a 0 no Palestra Itália e Leandro, autor de um dos gols, comemorou imitando um gavião, símbolo do Corinthians, time que defendeu por dois anos. O curioso - irônico, até - é que Leandro já andou sendo sondado pela diretoria palmeirense. E Magrão, mostrando seu lado politicamente correto, diz que não irá se opor à sua possível contratação: "Ele vai ser bem-vindo. No futebol, a gente tem de perdoar. Eu mesmo já fiz um monte de besteira e sempre fui perdoado!"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.