Reprodução
Reprodução

Jogo do Campeonato Mato-grossense tem tiro de bala de borracha e atletas levados para delegacia

Aquidauanense e Águia Negra se enfrentaram nesta quinta-feira, pela décima rodada da competição: deu confusão

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2021 | 21h18

O jogo entre Aquidauanense e Águia Negra, nesta quinta-feira, no Estádio Noroeste, em Aquidauana, pela décima rodada do Campeonato Mato-grossense, foi marcado por cenas lamentáveis. Os jogadores das duas equipes protagonizaram uma briga generalizada aos 27 minutos do segundo tempo, após Pedro, do Aquidauanense, se desentender com o técnico Rodrigo Casca, do Águia Negra. Foi feio.

A Polícia Militar entrou no gramado para controlar a situação e deixou os ânimos ainda mais aflorados. Um policial deu um tiro de bala de borracha para o chão e, segundo informação da Rádio Avenida FM, ele acertou o pé do meia Rafael Xavier, do Águia Negra. A confusão só aumentou.

Além disso, a Polícia Militar deu voz de prisão ao zagueiro Virgulino, também do Águia Negra, por desacato. O jogador teria chamado o policial de vagabundo. Fez isso no calor da confusão e ainda todos em campo.

Diante deste cenário, o árbitro encerrou o jogo por falta de segurança. Minutos depois de conversar com os capitães das duas equipes, ele voltou atrás e reiniciou o confronto como se nada tivesse acontecido. A partida terminou com vitória da Aquidauanense por 3 a 1. Após o jogo, Rafael Xavier e Virgulino foram levados para a delegacia para o registro da ocorrência. E era só um jogo de futebol.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.