Jogo do São Paulo agita Rio Preto

A expectativa pela chegada do time do São Paulo a São José do Rio Preto (cidade a 450 quilômetros da capital paulista) era grande no final da tarde desta sexta-feira. Prevista para as 16 horas, um atraso de mais de 40 minutos fez com que torcedores se aglomerassem em frente ao aeroporto da cidade e também na principal avenida de Rio Preto, a Alberto Andaló, onde os jogadores deveriam lanchar no Habib´s, empresa patrocinadora oficial do clube. A venda de ingressos começou tranqüila na quarta-feira em Rio Preto.Até a manhã de quinta, das 46 mil entradas postas à venda, apenas seis mil haviam sido vendidas. A procura maior só teve início nesta sexta-feira, véspera do dia do jogo. De acordo com Antonio Fernandes Munhoz Filho, conhecido como Machado, o supervisor de futebol do América Futebol Clube, time proprietário do Estádio Benedito Teixeira, o "Teixeirão", onde será realizado o jogo, a expectativa é de que até o início da partida 30 mil ingressos sejam vendidos. "Ainda não fizemos o levantamento desta sexta-feira, mas sentimos que a procura aumentou muito. Até o final da quinta-feira, eram dez mil vendidos. O São Paulo é um clube querido", afirma.Dirigentes do clube rio-pretense apostam que torcedores da região devem vir em massa. "Faz tempo que o nosso time não vem a Rio Preto. Nós não íamos perder a oportunidade de assistir praticamente em casa", dizem os irmãos são-paulinos Fabiano, Luciano e Juliano Fantinato, de José Bonifácio (cidade a 48 quilômetros de Rio Preto).O elenco do Paysandu chegou na noite de quinta-feira à cidade, já esquentando o clima para a partida de sábado. A delegação está hospedada no Hotel Nacional e, segundo a gerência, por ali o clima era tranqüilo.Torcedores de Palmeiras, Corinthians e Santos prometem incentivar o Paysandu contra o São Paulo, no Teixeirão. Na tarde desta sexta-feira, alguns torcedores já desfilavam com a camisa do time paraense pelas ruas de Rio Preto. Na frente do Hotel Michelângelo, onde ficará hospedado o time do São Paulo, também não havia presença de torcedores. "Aqui, está tranqüilo. A movimentação maior deve ser no sábado, quando haverá uma preleção, marcada para as 15h30", diz a encarregada de eventos e reservas Andréa Valle.Um esquema de segurança, com 140 policiais, foi montado para garantir a segurança do público presente. Os ingressos poderão ser adquiridos até as 17 horas deste sábado.Ingressos - O preço dos ingressos varia de R$ 7 a R$ 20. Informações: (17) 225-4630 Arquibancada - R$ 15 Estudantes com carteirinha da UNE ou Umes, crianças maiores de 10 anos e menores de 12 anos, aposentados credenciados e sócios-torcedores do São Paulo (arquibancada) - R$ 7 Numeradas - R$ 20 Cadeira cativa - R$ 15.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.