Jogo em La Paz poderá ser laboratório

Ninguém da comissão técnica confirma, mas o técnico Carlos Alberto Parreira poderá usar o jogo de domingo contra a Bolívia - na penúltima rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo - para realizar uma série de testes. A idéia é aproveitar o jogo para ver como reagem aqueles jogadores que estão sendo chamados regularmente, mas que têm poucas chances de atuar. Isso significa, que podem ganhar uma chance os laterais Cicinho e Gustavo Nery, os meias Júlio Baptista e Alex e o atacante Ricardo Oliveira.Apesar de não falar sobre a possibilidade de escalar um time misto, Parreira já avisou que não pretende avaliar os jogadores pela atuação em La Paz - onde os atletas são submetidos aos efeitos de uma altitude de 3.600 metros. O preparador-físico Moracy Sant?Anna informou que a intenção da comissão técnica é levar apenas 18 jogadores para a Bolívia - os 11 que começam a partida e os sete que comporão o banco de reservas. O restante deverá se apresentar de volta à Seleção já em Belém, local da partida contra a Venezuela, dia 12. Para reduzir os efeitos da altitude, a Seleção pretende viajar no sábado para Santa Cruz de la Sierra - localizada no nível do mar - e permanecerá na cidade até algumas horas antes da partida, marcada para às 17 horas (de Brasília). De acordo com Moracy Sant?Anna, a delegação almoça em Santa Cruz e deverá chegar à La Paz apenas duas horas antes da partida. Parreira lembra que o Brasil perdeu em La Paz nos dois últimos jogos das Eliminatórias, em 1993 e 2001.GOLEIROS - Ao contrário da maioria dos jogadores, os goleiros trabalharam forte na manhã desta quinta-feira na Granja Comary. Durante duas horas, Dida, Júlio César e Gomes se exercitaram com Wendell, o preparador de goleiros da Seleção. Encerrada esta fase de treinamento, eles ainda correram em torno do gramado. De quebra, a partir das 15h45, eles participam do treinamento com o restante do grupo.Pouca gente saiu dos apartamentos durante toda a manhã. Alguns deles, como Zé Roberto, Robinho, Renato, Ricardinho e Ricardo Oliveira se exercitaram na sala de musculação.

Agencia Estado,

06 de outubro de 2005 | 14h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.