Reprodução
Reprodução

Jogo entre Montenegro e Rússia é suspenso após várias confusões

Sinalizador atinge goleiro Akinfeev e times brigam em campo

Estadão Conteúdo

27 Março 2015 | 20h17

Montenegro e Rússia protagonizaram nesta sexta-feira, em Podgorica, um triste episódio nestas Eliminatórias para a Eurocopa do ano que vem, que acontecerá na França. O jogo, marcado por confusões dentro e fora de campo, foi abandonado pelas equipes aos 22 minutos do segundo tempo e acabou suspenso definitivamente pela Uefa. A entidade ainda não se manifestou sobre o resultado final da partida ou a possibilidade de ela ser encerrada em outra data.

O primeiro péssimo exemplo veio das arquibancadas, e logo depois do apito inicial. Antes mesmo do cronômetro completar um minuto de jogo, o goleiro russo Akinfeev foi atingido por um morteiro no pescoço. Ferido, precisou deixar o gramado e foi imediatamente encaminhado a um hospital.

O árbitro ordenou que os jogadores fossem para o vestiário e a partida ficou paralisada por 30 minutos. As primeiras notícias do hospital em Podgorica davam conta de que o estado do goleiro não era grave, os ferimentos eram superficiais, mas ele ficaria em observação "por algumas horas", segundo o médico Miljan Zindovic.

O jogo teve reinício após meia hora e se encaminhava para um empate por 0 a 0 quando, aos 21 minutos da etapa final, a Rússia teve um pênalti a seu favor. Shirokov bateu e o goleiro montenegrino Poleksic defendeu.

Imediatamente após a cobrança, aconteceu uma nova confusão, desta vez generalizada. Jogadores e integrantes das comissões técnicas foram para cima uns dos outros, enquanto o clima nas arquibancadas continuava a esquentar. Os russos, assim como o árbitro, então, correram para o vestiário, e a partida foi suspensa novamente, mas desta vez definitivamente.

As duas seleções agora esperam pelo posicionamento da Uefa. Enquanto isso não acontece, seguem empatadas em número de pontos no Grupo G das Eliminatórias, com cinco. Os russos são os terceiros colocados, à frente de Montenegro, que é o quarto, no saldo de gols.

OUTROS JOGOS

Nas outras partidas da chave nesta sexta, a Suécia contou com dia inspirado de seu principal jogador para vencer. Ibrahimovic marcou duas vezes e garantiu o triunfo por 2 a 0 diante da Moldávia, mesmo fora de casa. A expulsão de Granqvist, já no fim do jogo, não impediu a comemoração dos vice-líderes da chave, com nove pontos.

O primeiro gol de Ibrahimovic contou com grande colaboração do goleiro adversário. Cebanu foi bater a bola para frente, mas acertou a cabeça do atacante do Paris Saint-Germain, que tocou para o gol, no início da etapa final. No segundo gol, Ibrahimovic bateu pênalti com categoria, já aos 38 minutos, para selar o placar.

Quatro pontos à frente da Suécia, na ponta da chave, está a Áustria. O país conquistou sua quarta vitória em cinco jogos nesta sexta, ao atropelar Liechtenstein por 5 a 0, mesmo fora de casa. Harnik, Janko, Junuzovic, Arnautovic e Alaba, que ainda perdeu um pênalti, marcaram os gols.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.