Jogo marca Jubileu de prata do Guarani

O Guarani aproveita a folga na tabela para festejar uma data importante: o jubileu de prata da conquista do Campeonato Brasileiro de 1978. A conquista, ainda inédita para clubes do interior, será comemorada com um jogo entre o time da época do êxito e uma seleção brasileira de masters. O jogo começa às 18h30, com entrada gratuita, no estádio Brinco de Ouro, com praticamente todo o time titular. "Talvez um ou outro não jogue, mas todos confirmaram presença", comentou Milton Fernandes Alves, responsável pelo evento.O time titular da época é o seguinte: Neneca; Mauro, Gomes, Edson e Miranda; Zé Carlos, Renato e Zenon; Capitão, Careca e Bozó. A maioria ainda tem vínculo com o clube, casos de Neneca, treinador de goleiros das divisões de base, de Mauro, que trabalha na parte administrativa e de Gomes, nas divisões de base. Edson é técnico de futebol no interior de Goiás e Miranda tem uma escolinha de futebol em Belo Horizonte, onde mora Zé Carlos, ex-craque do Cruzeiro. Renato tem escolinhas em Morungaba e Itatiba, enquanto Zenon é comentarista esportivo. Capitão, nesta semana, foi demitido da comissão técnica do Figueirense; Careca é empresário e Bozó, que há dois anos atrás trabalhava no clube, voltou para Curitiba.O Guarani vai usar uma camisa comemorativa, em tom prata. A seleção brasileira será comandada por Rosemiro, ex-lateral direito do Palmeiras e que dá aulas numa escolinha em São Paulo. Após o jogo haverá um jantar no Brinco de Ouro.Olho vivo - Festa à parte, o técnico Barbieri estuda fórmulas para fortalecer a marcação do time para o jogo contra o Paraná, domingo, em Curitiba. Os volantes Emerson e Leandro Guerreiro, suspensos com três cartões amarelos, são desfalques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.