Marcos Brindicci/Reuters
Marcos Brindicci/Reuters

Jogos das Eliminatórias da Copa desfalcam Trio de Ferro do futebol paulista

Nove atletas que disputam o Paulistão estão fora das duas próximas rodadas da competição

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

21 de março de 2017 | 11h00

A 13.ª e 14.ª rodadas das Eliminatórias trazem aos países da América da Sul a tensão de ver a proximidade do fim da disputa por vagas na Copa do Mundo, mas causa nos times paulistas a angústia de perder jogadores importantes. Ao todo, nove atletas que disputam o Estadual estão fora das duas próximas rodadas da competição.

Quem mais ficou desfalcado foi o Palmeiras. O atual campeão brasileiro cedeu quatro atletas. Os colombianos Mina e Borja, o venezuelano Guerra e o convocado de última hora Dudu vão ficar fora dos encontros contra Mirassol e Audax, ambos no Allianz Parque, quarta-feira e no sábado, respectivamente.

Apesar de ter menos convocados, o São Paulo também acabou bastante prejudicado pelas seleções nacionais por ter "perdido" atletas fundamentais. As duas principais estrelas da equipe, o atacante argentino Pratto e o meia peruano Cueva, vão desfalcar o time principalmente no clássico de domingo, com o Corinthians.

O terceiro são-paulino convocado foi o lateral-direito Buffarini, reserva na seleção da Argentina. O trio também não vai enfrentar o Botafogo, em Ribeirão Preto, na quarta-feira. Cueva e Pratto só voltariam para o clássico caso recebessem o terceiro cartão amarelo nos jogos desta quinta-feira, pelas Eliminatórias. O Peru enfrenta a Venezuela, fora de casa, em Maturín, e a Argentina recebe o Chile, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires.

O adversário do São Paulo no clássico do Morumbi, no próximo domingo, também não chegará completo. O Corinthians cedeu o lateral-direito Fagner para a seleção brasileira, mais o atacante reserva Romero, chamado pelo treinador Francisco Arce para defender o Paraguai. A dupla ficará fora também do jogo do Corinthians na quinta com o Red Bull Brasil, no Itaquerão.

ESPAÇOS DIVIDIDOS

Além das convocações, os clubes terão de conciliar com a seleção brasileira o uso dos centros de treinamento. São Paulo e Corinthians vão treinar nos locais sempre em turno contrário ao das atividades da equipe de Tite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.