Ismael Monteiro/Manaus FC
Ismael Monteiro/Manaus FC

Jogos são transferidos na região Norte por falta de leitos para atender atletas

Agravamento da pandemia no Amapá e no Amazonas leva partidas da Copa Verde para Brasília e Belém

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

21 de janeiro de 2021 | 11h00

Competição organizada pela CBF, a Copa Verde tem sofrido diversas alterações nos últimos dias devido à piora dos índices da pandemia do novo coronavírus na região Norte do País. Partidas têm sido adiadas e transferidas por causa de restrições de circulação impostas pelos governos locais e também pela falta de leitos para atender atletas.

Na quarta-feira, por exemplo, a CBF anunciou momentos antes do início do jogo entre Santos-AP e Gama-DF que a partida teria de ser adiada para o próximo domingo, dia 24, além de mudar de local. O confronto que deveria ser realizado no estádio Zerão, em Macapá (AP), agora será disputado no Mangueirão, em Belém (PA). A decisão veio depois de decreto estadual que veta a realização de competições de esporte coletivos em estádios de futebol no Amapá desde a última terça-feira.

Estão proibidos jogos no Amapá pelo menos até o dia 26, quando o governo vai fazer uma reavaliação da situação epidemiológica do Estado para adotar novas medidas. Hospitais da capital Macapá estão com 100% dos leitos de UTI destinados a pacientes com covid-19 ocupados.

Na sexta-feira (15), a CBF já havia feito duas alterações na tabela da Copa Verde. As partidas Fast Clube-AM x Independente-PA e Manaus-AM x Ji-Paraná-RO, que deveriam ocorrer na Arena da Amazônia foram transferidas para Brasília diante da impossibilidade de realização de jogos de futebol na capital do Amazonas.

A Federação Amazonense de Futebol informou que, com hospitais da cidade lotados, não seria possível atender atletas caso fosse necessário. Na quarta-feira, foram registrados mais de 5 mil novos casos de covid-19 no Amazonas, recorde desde o início da pandemia. Sem oxigênio nos hospitais, o sistema de saúde de Manaus entrou em colapso e o Estado tem recebido doações de várias partes do País e até da Venezuela.

Por meio das redes sociais, a diretoria do Manaus chegou a informar que o médico do clube estava se colocando à disposição para realizar pré-atendimento e análise a distância de torcedores que apresentassem sintomas de covid-19. "A decisão da CBF em alterar o local do jogo foi bem coerente devido à situação que passamos hoje", reconheceu o presidente do Manaus, Luis Mitoso.

A partida da equipe contra o Ji-Paraná será nesta quinta-feira, às 15h30, no Estádio Defelê, em Brasília.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.